Mundo das Tartarugas

Fórum sobre Tartarugas, onde todos podem tirar as suas dúvidas, ajudar ou simplesmente conviver!
 
InícioInício  FAQFAQ  BuscarBuscar  Registrar-seRegistrar-se  Login  
Buscar
 
 

Resultados por:
 
Rechercher Busca avançada
Navegação
 Portal
 Índice
 Membros
 Perfil
 FAQ
 Buscar
Últimos assuntos
» Posso dar figado á minha tartaruga?
Ontem à(s) 22:33 por MightyCucumber

» Maus tratos a tartarugas
Ontem à(s) 11:55 por norby

» Ostras e o seu poder filtrante
Ontem à(s) 11:52 por norby

» Dilema com um novo membro da familia
Ontem à(s) 11:33 por norby

» tomate !! pode ou não ?????
Ontem à(s) 10:52 por norby

» Envio de animais vivos (peixes) por correio
Ontem à(s) 0:00 por tyutry

» ANATOMIA COMPLETA DAS TARTARUGAS
Qua 29 Out 2014 - 16:31 por Shirley

» Ola pessoal (C.serpentina)
Ter 28 Out 2014 - 22:52 por Apalone

» Brevemente nova loja PAULO VIEIRA AQUARIOS
Ter 28 Out 2014 - 22:12 por Paulo vieira aquarios

Compartilhe | 
 

 As Tartarugas e a SALMONELA

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
tyutry
Admin
Admin


Masculino Mensagens: 1694
Idade: 28
Localização: Barcelos

MensagemAssunto: As Tartarugas e a SALMONELA   Seg 29 Jun 2009 - 17:45

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Salmonella

Salmonella sp.
Classificação científica
Reino: Protista

Filo: Proteobacteria

Ordem: Enterobacteriales

Família: Enterobacteriaceae

Género: Salmonella


Espécies
Salmonella bongori
Salmonella choleraesuis
Salmonella enterica
Salmonella enteritidis
Salmonella nyanza
Salmonella paratyphi
Salmonella typhi
Salmonella typhimurium
Salmonella virginia


Definição e origem etimologica:
Salmonela
de E. Salmon, n. pr., médico americano

s. f.,
Med.,
género de bactéria em forma de fuso (bacilo), patogénica para o homem e para os animais, muitas vezes associada a alimentos deteriorados, e que provoca no ser humano inflamação gastrointestinal aguda, mas que inclui igualmente os agentes causadores da febre tifóide, da febre paratifóide e de doenças do foro veterinário.



Sintomas
Os sintomas causados pela Salmonelose são febre, náuseas, vômito e diarréia. Tendem a aparecer cerca de 24 horas após a ingestão. Elas se fixam na parede do intestino delgado, mais precisamente nas células M (microcílios), onde se multiplicam e se manifestam causando vômito, diarréia, náuseas, febre, anorexia intensa e outros.


Transmissão
Ingestão de alimentos contaminados por ex: ovos, peixes, leite, etc.
Ingestão de água contaminada
Dissecação fecal-oral
e por animais como ovinos, suínos, coelhos, cães, aves marinhas, roedores, mamíferos marinhos, gatos, cavalos e repteis.


Patologias

Enterite - sintomas típicos de enterocolite (enjoo, vómitos e diarreia)
Bacterémia e septicémia


Precauções e cuidados aplicados ao manuseamento de tartarugas:
Não ha lugar a grandes cuidados e precauçoes desde que as maos sejam bem lavadas após o manuseamento dos nossos animais de estimaçao. É aconselhada a lavagem das mãos com um sabonete ou sabao (normalissimo) ou a lavagem simples, mas abundante, das mãos em agua corrente.



A Salmonella é um gênero de bactérias, pertencente à família Enterobacteriaceae, sendo conhecida há mais de um século. Tem em seu nome uma referência ao cientista estadunidense chamado Daniel Elmer Salmon, que associou a doença à bactéria pela primeira vez.

A espécie Salmonella enterica é subdividida em seis subespécies: enterica, salamae, arizonae, diarizonae, hutnae e indica. A espécie Salmonella enterica subespécie enterica, por sua vez, possui uma grande variedade de sorotipos, que são designados após a subespécie ou após o gênero, escritos com letra maiúscula, tais como: Enteritidis, Typhimurium, Typhi, Agona, Infantis, Weltvreden, London, Javiana e outros. Existem mais de 2500 sorotipos de Salmonella descritos.

A salmonelose (designação genérica das doenças causadas por salmonelas) é a intoxicação alimentar mais comum, mas normalmente pode ser prevenida. É causada pela bactéria Salmonella enteritidis. Caracteriza-se por apresentar sintomas semelhantes aos da gripe, podendo ser seguidos de náusea, vómitos, cólicas abdominais e diarreia. Os sintomas normalmente aparecem entre 12 a 72 horas após o consumo do alimento suspeito e podem durar até uma semana. A maioria das pessoas afectadas recuperam sem a necessidade de antibioticos. No entanto se a diarreia for severa pode levar à hospitalização.

As pessoas idosas, as crianças e aqueles com o sistema imunitário debilitado podem sofrer de doença mais severa. Nestes pacientes, a infecção pode espalhar-se dos intestinos à corrente sanguinéa, e depois a outros locais do corpo, podendo causar a morte a menos que a pessoa seja tratada prontamente com antibióticos.

A maioria das diferentes salmonellas vivem nos intestinos dos animais e das aves e são geralmente transmitidas aos seres humanos por alimentos de origem animal contaminados com fezes. Os procedimentos estritos para a limpeza e inspeção dos ovos executados actualmente diminuem grandemente a salmonellosis causada pela contaminação fecal externa das casca do ovo. Os casos actuais são normalmente devidos ao facto de a salmonella contaminar silenciosamente os ovário das galinhas aparentemente saudáveis, contaminando assim os ovos antes que a casca esteja formada.

As salmonellas podem igualmente ser encontradas nos fezes de alguns animais de estimação, especial aqueles com diarreia, e as pessoas podem contaminar-se se não lavam as mãos após o contato com estes animais ou com as suas fezes. As pessoas devem sempre lavar as mãos imediatamente depois de tratar

Os alimentos mais associados à salmonelose incluem carne crua ou mal passada, carne de frango, peixe, leite e ovos.

As doenças transportadas por repteis, incluindo tartarugas, passiveis de ser transferidas para os humanos, sao conhecidas por Zoonosis. A mais conhecida é a salmonella.



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]




Tartarugas de aquário: portadoras de Salmonella

São pequenas, dóceis e fazem as delícias das crianças. São tartarugas de aquário. Mas a agência norte-americana Food And Drug Administration (FDA) não se compadeceu com o seu aspecto aparentemente inofensivo e, juntamente com as autoridades judiciais, investigou e ajudou a condenar uma empresa de Hollywood que vendeu mil tartarugas de aquário (tartaruga de barriga-amarela e tartaruga mapa-do-Mississipi) a uma loja de brindes da Cidade do Panamá.

É que as pequenas tartarugas são portadoras de Salmonella, na pela e na carapaça. A bactéria não afecta os répteis (também as cobras e lagartos são reservatórios de Salmonella) mas pode deixar bastante doentes as crianças, as destinatárias destes animais de “estimação”. Aliás, desde 1975 que a FDA baniu a venda de pequenas tartarugas como animais de companhia (menos de 10cm), abrindo excepções para fins educacionais, expositivos ou científicos. Contudo, nos últimos anos vários surtos de de infecção por Salmonella, resultantes de contacto com tartarugas de estimação, foram reportados aos Centers for Disease Control and Prevention dos EUA. Diarreia, febre e vómitos são alguns dos sintomas da doença provocada pela bactéria.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Noticia sobre a lei nos EUA

The "Four-inch" Regulations

Os surtos de salmonela verificados nos EUA, da década de 60 e 70, levaram á introdução da lei dos 10cm em 1975 - The "Four-inch" Regulations.

A introdução desta lei veio a revelar um impacto significativo e repercussões importantes, quer na oferta, quer na procura do comércio de tartarugas. Inevitavelmente esta lei veio a inflacionar o preço destes animais, numa relação causa efeito, na medida que aumentaram também os custos da sua criação.

Paralelamente esta normativa teve o efeito indesejável, de ter promovido a venda de animais recolhidos na natureza, em vez dos criados em cativeiro.

Na origem desta lei, que afectou quer as aquáticas quer as terrestres (só as marinhas foram excluídas), esta a tão badalada tartaruga de orelhas vermelhas e como consequência do elevado nº de incidentes de salmonela registados na época. A ideia era que tudo o que fosse menor de 10cm (4") era passível de uma criança meter á boca, dai a introdução da restrição á venda. Também os ovos foram afectados por esta lei.

Ainda que tenha tido um impacto negativo no comércio de tartarugas, existem fortes evidencias que a lei dos 10cm ajudou a diminuir os incidentes de salmonela nos finais da década de 70.
.

The "Four-inch" Regulations
( [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] )



Referencias Bibliograficas:
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Gripnet 2008 - Newsletter N.5
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]



Tópicos no forum acerca do tema:
Podem as tartarugas tranmitir doenças ao Humanos
as nossas tatus passam-nos doenças?
Dicas por causa da Salmonela

(Informaçoes obtidas na pesquisa do forum usando o criterio "salmonela". Outros tópicos de interesse poderam ser obtidos, usando o mesmo criterio e/ou outros.)

Norby, Tartaruga Aquatica Forum, Dez 2008
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
 

As Tartarugas e a SALMONELA

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Mundo das Tartarugas ::  :: -