Mundo das Tartarugas

Fórum sobre Tartarugas, onde todos podem tirar as suas dúvidas, ajudar ou simplesmente conviver!
 
InícioInício  FAQFAQ  BuscarBuscar  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-se  
Buscar
 
 

Resultados por:
 
Rechercher Busca avançada
Navegação
 Portal
 Índice
 Membros
 Perfil
 FAQ
 Buscar
Últimos assuntos
» tartaruga para adoção
Hoje à(s) 11:35 por fmalzoni

» Vendo: aquaterrário 200l completo com dois filtros, iluminação, termostato (São Paulo)
Ontem à(s) 22:47 por vmbarbara

» Duvidas sobre iluminação e local do aquaterrário
Qua 17 Jan 2018 - 21:55 por vtnorton

» Qual a espécie ?
Qua 17 Jan 2018 - 16:04 por norby

» Ajuda para alimentar a minha tartaruga
Qua 17 Jan 2018 - 15:59 por norby

» Preciso doar minhas 2 tartarugas
Ter 16 Jan 2018 - 18:51 por Giuliana cirelli

» Lâmpada normal para aquecimento
Qui 11 Jan 2018 - 12:31 por TulioLeticia

» Tartarugas para adoção
Qua 10 Jan 2018 - 23:10 por EduardaRibeiro

» Adoção de tartarugas
Qua 10 Jan 2018 - 2:38 por Inês.Nesi.Alves


Compartilhe | 
 

 Montagem de aquarios

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
norby
Admin
Admin
avatar

Masculino Mensagens : 3364
Idade : 42
Localização : Guimarães

MensagemAssunto: Montagem de aquarios   Qua 24 Ago 2011 - 17:55

Montagem de Aquários

É normal que ao atingir-se certo nivel de conhecimento e domínio da "arte" da aquariofilia, o aquofilo, queira ou sinta a necessidade de ter mais aquários para poder desenvolver os seus projectos, planos e experiências.

Nem sempre os preços practicados no mercado permitem essa evoluçao, e encontrar modelos e/ou tamanhos específicos as necessidade do hobbista é dificil. Também os iniciantes se veem muitas vezes practicamente impedidos de começar o seu aquário devido á dialectica preço / modelo.

Mas nada mais simples que construir um aquário. Claro que falamos aqui de aquários pequenos - médios, até cerca de 100/ 120 litros. Aquários maiores exigem uma construção mais trabalhada, com uso de travamentos.

Travamentos

Veja o tópico sobre Travamentos, [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

1. Os vidros: medidas, tipo e outras especificações

Apesar de cortar vidro não ser algo difícil de se fazer em vidros até 6mm, não vamos trabalhar com essa possibilidade por alguns motivos: necessidade de uso de ferramentas específicas, que encarecerá a montagem; perigo da manipulação de vidros recém-cortados extremamente "afiados" (lembre-se, você não é especialista...!!!); a falta de experiência para cortar vidros com precisão de milímetros, que pode levar a custos maiores (vai se gastar mais vidro) ou aquários destinados a problemas (medidas incorretas, cortes não perfeitamente alinhados etc); e porque é mais fácil pedir já cortado numa boa vidraria. Então, o que precisamos saber é o que pedir na vidraria.

-Primeiro, o tipo de vidro: vidro comum, transparente. Não use vidro laminado, nem vidro temperado.


-Segundo, não se deve utilizar vidro lapidado; as bordas devem ser apenas lixadas para retirar o corte.


-Terceiro, as medidas. Este é um ponto importante, pois se não tivermos cuidado, vamos pedir vidros de dimensões que não permitirão a montagem do aquário. Basicamente, o que temos que entender primeiro é que há uma ordem estrutural dos cinco vidros que compõem o aquário. São eles a base, duas laterais, a frente e a traseira. A base é o único vidro que ficará na horizontal, todos os outros ficarao na vertical, apoiados sobre ela.

Vamos exemplificar adoptando um aquário-modelo padrão, de 60cm de comprimento, por 40cm de largura e
40cm de altura.

A base terá medida, então, de 60cm comprimento X 40cm largura. Mas os outros vidros NÃO TERÃO medidas assim tão "óbvias" -- isto é, as laterais não poderão ser de 40cm X 40 cm, nem a frente e a traseira 60cm X 40cm. Porque ????

Porque se for assim, não haverá um encaixe perfeito, pois vai "sobrar" vidro... Não se deve esquecer que o vidro tem espessura, e essa será somada às medidas dos vidros quando eles se "encontram" !!! Mesmo poucos milímetros fazem a diferença entre uma montagem perfeita e algo imperfeito, inseguro e muito próximo do vazamento.

Também para aquários feitos sob medida e que ficarão praCticamente "encaixados" em móveis ou paredes essa preocupação é fundamental, porque apenas poucos milímetros são o suficiente para não permitir que o aquário entre no seu local destinado. E, infelizmente, estes não sáo materiais flexíveis.

Voltando à explicação, vamos dar aos vidros do nosso aquário-modelo uma espessura: 5mm; isso corresponde a 0.5cm (meio centímetro).

Depois de muitas tentativas e erros, os aquofilos chegaram a um modelo eficiente e seguro de montagem, onde a ordem da colocação dos vidros deve sempre ser a seguinte: sobre a base ficam todos os demais vidros; e as laterais devem estar entre a frente e a traseira.

É Por isso que as medidas tem que ter em conta a espessura do vidro. Veja bem, se as laterais vao ficar entre outros dois vidros, a sua espessura tem que ter descontada a medida respectiva à soma da espessura desses dois vidros. Como cada um tem espessura de 5mm, o total é 10 mm ou 1.0cm. Para facilitar o entendimento, veja a figura abaixo:


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]



Tanto a frente como a traseira, quando sobre a base, ocupam 0.5cm na extensão total da largura da base.
Então, mais uma vez, a soma de suas espessuras (0.5cm) devem ser somadas, totalizando 1.0cm, e esse valor deve ser descontado na largura dos vidros laterais, para permitir que os mesmos caibam entre a frente e a traseira, de maneira precisa.

Uma dica / regra funcional é calcular pela largura da base, subtraindo dessa o valor referente à espessura do vidro multiplicado por dois:

Largura dos vidros laterais = largura da base - (espessura x 2)

Também na determinação da altura de todos os vidros verticais deve ser seguido o mesmo princípio, especialmente se for o caso já citado de aquários onde as medidas dever ser exactas (móveis,
paredes etc).

Porém, o mais comum é o aquário ficar sobre mesas, e nesse caso tantos milímetros a mais ou a menos não farão diferença; então, de modo a simplificar o trabalho da vidraria, pode-se pedir a altura com 40cm mesmo...

E antes que passe a oportunidade, explico o porque as laterais é que ficam entre os vidros maiores: o resultado é melhor tanto em segurança e eficiência (a pressão fica melhor contida), como esteticamente (imagine as bordas dos vidros laterais aparecendo na frente do aquário...!!!)

Para determinar uma espessura de vidro adequada, recomendamos que se siga o padrão de que o comprimento seja sempre cerca de até máximos 1/3 maior que as medidas da altura e da largura --sendo essas duas últimas iguais, ou no máximo uma delas sendo 10cm maior que a outra (costuma ser a altura; sendo, isso vira regra obrigatória).

Assim, recomendamos a seguinte tabela, em cm:

vidro 5mm -- até 60 comp / 40 (+10) alt / larg;
vidro 6mm -- até 70 comp / 40 (+10) alt / larg;
vidro 8mm -- até 80 comp/ 40 (+10) alt / larg;
vidro 10mm -- acima de 100 comp / 40 comp / larg.


Repare que não existe vidro 7 e 9mm no mercado. Quando a espessura recair num desses, escolha a medida imediatamente a seguir.

Certamente haverá alguem que vai ler isto e vai dizer -- "mas já ví ou tenho um aquário desse tamanho com vidro menos espesso !!!". Sim, existem e é possível, mas desde que devidamente travados -- que é o mesmo que acontec no caso de aquários maiores; isso será abordado noutro texto, específico sobre travas e travamento.

2. Cola (silicone)

O adesivo que actualmente se usa na colagem de aquários é o silicone de cura acética, atóxico e 100% puro.

Existem variass marcas no mercado, destinadas à colagem de aquários (100% silicone puro, cura acética), mas não são fáceis de encontrar.

Evite apenas usar "qualquer" silicone, pois vários são destinados a outros fins, e como o já dito, alguns até carregam "venenos" como anti mofo ou anti fungo nas suas fórmulas.

Para a correcta aplicação do silicone, deve usar-se uma pistola de silicone. Não adianta querer improvisar nesse ponto, mesmo porque como se vai usar bastante adesivo, sempre compensará utilizar a embalagem / tubo de 300g de silicone, e sem pistola não há como fazer a aplicaçao. As quantidades que vem nas pequenas bisnagas são adequadas apenas para colagem de aquários muito pequenos ou para reparaçoes; além disso, o valor pago pela quantidade de silicone é sempre mais caro em comparação ao tubo maior.

3. Preparando a Colagem

De posse dos vidros cortados e lixados, da bisnaga de silicone e da pistola aplicadora, precisaremos apenas de mais alguns utensilio para iníciar a colagem em sí:

Panos velhos, mas limpos e que não soltem fiapos (para usar com o álcool);
Uma garrafa de álcool comum (para limpar as mãos e manchas de silicone no vidro);
Fita adesiva forte (para segurar os vidros -- veja adiante);
Jornal ou outro papel de grande tamanho (para forrar a mesa);
Uma mesa;
algum apoio plano, que fique em ângulo de 90° com a mesa (detalharemos isso mais adiante).

Agora, devemos deixar os vidros completamente limpos e sem gordura, especialmente nas bordas. O método que recomendo para isso é lavá-los com uma esponja e detergente, enxaguando bem e deixando secar naturalmente -- eu encosto-os a uma parede, com um pano a protege-los junto ao chão. Dependendo ainda do tamanho do aquário a ser montado (vidros grandes são pesados e difíceis de manipular), uso luvas de latex para segurar os vidros depois de lavados e limpos, pois assim evito engordurá-los novamente, já que nossas mãos (e pele) estão sempre engorduradas naturalmente -- afinal, células sebáceas servem para isso mesmo... E este é um ponto importante, pois evita-se assim o menor ponto que seja de má-aderência do silicone ao vidro, o que vai garantir mais segurança e longevidade ao aquário depois de colado e cheio (às vezes basta um ponto para surgir uma fuga...)

Enquanto os vidros secam, vamos preparar a mesa, forrando-a com jornal ou papel, que deve estar fixo com fita, para não mexer quando da colagem do aquário e/ou manipulação dos vidros. Secos os vidros, devemos deixar todos à mão, sabendo a ordem em que serão colados. A base já deve ir para a mesa, ficando ao centro.

4. Colando o Aquário

Agora vamos à acção...!!!



O primeiro vidro a ser colado será a traseira sobre a base. O silicone deve ser
passado num cordão único por toda a extensão de uma das bordas mais longas do vidro da traseira - Figura 1.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


O mesmo procedimento deve ser empregue nos vidros laterais, onde se aplicará o silicone tanto ao longo da extremidade que ficará em contacto com a base (horizontalmente), como a lateral que ficará em contacto com a traseira (verticalmente);
veja a Figura 2.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Deixamos os vidros prontos, e passamos para a colagem deles á base - e entre si...



Devemos trabalhar rápido, pois o silicone começa a secar imediatamente, e em menos de dois ou três minutos já haverá algum endurecimento (cura) que não vai permitir uma colagem 100% eficiente. Então, devemos começar sempre a colocar a traseira sobre a base (Fig. 3 - 4.).

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Faça "pontaria" certeira, colocando esse vidro junto da "margem" da base, nem mais nem menos -- os seus limites devem estar paralelos de forma perfeita, como se fossem um único vidro em orma de "L".


Neste momento, é bom ter um ajudante para segurar o vidro no lugar, ou ter algum objecto ou instrumento que possa desempenhar a mesma função. Pode-se recorrer a uma parede (nesse caso, encosta-se a mesa sobre a qual trabalhamos à uma parede), ou uma tábua, ou uma caixa / caixote etc. Apenas verifique antes se tais objectos fazem um ângulo perfeito de 90º com a mesa; e se tem resistência e estao absolutamente fixos, pois não podem mecher um milímetro que seja.


Uma dica é colocar coisas pesadas sobre a mesa, e encostar nelas uma tábua ou caixote (onde se podem colocar coisas dentro).


Mas ainda resta o risco do vidro cair ou mover-se no sentido contrário, isto é, para "dentro" do aquário. Nesse caso, uma boa dica é ou prender sua extremidade superior com fita adesiva ao
apoio (no caso da tábua ou caixote), ou colocar algum objecto que o segure -- apenas tenha cuidado para que esse objecto não toque no silicone que sobra da junção dos vidros.



O ideal seria usar instrumentos adequados, ou mesmo uma armação especialmente feita para isso (. Mas nesse caso, além de aumentar os custos, aumentaríamos também o trabalho envolvido, o que iria contra a proposta de fazer de maneira simples e barata que estamos a propor... E como já colei diversos aquários com esse "método", posso garantir que apesar de ser aparentemente "mambembe", funciona muito
bem.



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Continuando (e rápido, pois o silicone seca em poucos minutos!!!!), passamos à próxima etapa, que é colar a primeira lateral (veja a Figura 5).

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Atençao que nesta operação acabamos por empurrar o primeiro vidro já colado (a traseira), já que sempre que colocamos algum dos vidros, devemos fazer alguma pressão para que o silicone se espalhe e elimine eventuais bolhas de ar. Por isso o ênfase acima em colocar um bom anteparo que não permita que a traseira já colada saia do lugar.


Depois da primeira lateral colada (e também escorada), colamos imediatamente e em seguida a segunda lateral.


Neste ponto devemos rapidamente acertar a vedação interna, espalhando o silicone que escorre por entre os vidros - quando pressionamos um vidro contra o outro (Figura 6).

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Pode-se simplesmente passar o dedo nessa junção, espalhando o silicone; ou usar algum tipo de espátula. Isto já vai ajudar a formar a vedação interna do aquário (ver adiante e Figura 7)


Então, após a colagem dos três primeiros vidros (na ordem: traseira, lateral 1 e 2), cola-se o painel frontal, usando-se os mesmos procedimentos acima descritos. Não se esqueça de passar cola nas bordas dos vidros laterais !!! (e que estes já estão colados à traseira)




Agora que todos os vidros estão colados e os excessos de silicone espalhados de acordo ao descrito acima e/ou recolhidos, faremos a aplicação de um "cordão" de silicone por toda a extensão interna onde os vidros se encontram: esta será a vedação interna, que serve para evitar fugas. A primeira colagem que fizemos é apenas de ordem estrutural, e serve para manter os vidros unidos. A vedação interna também ajuda, mas a sua primeira função é permitir manter água no aquário, sem fugas.

Quase sempre a quantidade de silicone que sobrou da colagem e foi espalhada é muito pouca para formar a vedação interna-- ao menos uma boa vedação. Então, torna-se-se necessária esta nova aplicação de silicone com a pistola nos cantos onde os vidros se juntam. Mas, atenção: não se confundam, e deixe sempre essa tarefa para fazer após a colagem do último vidro !!!

É importante tentar fazer um cordão uniforme, sem interrupções, e exatamente sobre os pontos de junção dos vidros. Veja que há 8 junções no total, 4 junto à base, e mais 4 das laterais e a frente e a traseira.

Aplique primeiro sobre todas as junções, e deixe a tarefa de espalhar para depois.


Para espalhar, pode-se usar desde os dedos até espátulas. O mais fácil, em minha opinião, é usar os próprios dedos, devido ao toque mais sensível, a maior precisão conseguida e a própria forma do dedo. Mas isso tem certos inconvenientes: com a mão suja de silicone, qualquer toque no vidro deixa manchas ou gotas de silicone, dificultando a manipulação do aquário; se tocar no vidro, pode condenar a estética, pois a visão do aquário fica "borrada" ou com pedaços de silicone (veja como resolver isso mais adiante); o silicone é difícil de sair da mãos depois etc...


Então, há quem prefira usar nessa operação uma espátula, sendo para isso usado desde moedas, pauzinhos de gelado, pedaços de plástico duro etc.


O que importa é que qualquer seja o material usada (dedos ou espátulas), a técnica é a mesma: num movimento uniforme, corre-se o objecto (ou dedo) sobre o silicone, fazendo com que esse forme uma camada ou cordão em forma de meia-cana em relação aos vidros (Figura 7). Novos excessos de silicone que fiquem na espátula / dedo devem ser retirados, e podem ser aproveitados para corrigir falhas ou na aplicação das travas (ver texto específico).

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]



Agora, está tudo feito, e devemos deixar o aquário quietinho no mínimo por 24 horas, tempo necessário para que o silicone cure -- isso é, seque. Antes disso não é recomendável retirá-lo do lugar, sob pena de abalar alguma junção colada, o que pode vir futuramente originar alguma fuga.

Depois de 48 horas, devemos fazer o teste de vedação: simplesmente enchemos o aquário de água, e esperamos cerca de uma semana para verificar se está a haver alguma fuga ou não.

Caso haja algum - espero que não !!! - marque o ponto que está vazando, e verifique a possibilidade de poder simplesmente aplicar silicone sobre esse ponto. Senão, você terá que fazer um recorte na vedação interna, e fazer uma nova aplicação de silicone. Nem precisa dizer que qualquer aplicação de silicone exige que o aquário esteja vazio e completamente seco...






Fonte: AquaBrasilis
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]



__________________________________________
Cumprimentos,
Norby

Procura de topicos por palavra chave [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Última edição por norby em Qui 25 Ago 2011 - 18:20, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Marcos
Iniciante
Iniciante


Masculino Mensagens : 58
Idade : 35
Localização : Vila do Conde

MensagemAssunto: Re: Montagem de aquarios   Qua 24 Ago 2011 - 18:17

GRANDE tópico.

Merece ficar inamovível e facilemente acessivél!!! cheers
Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Montagem de aquarios
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Mundo das Tartarugas :: Tartarugas Aquáticas :: Instalações-
Ir para: